Rashid – Superpoder Lyrics

[Letra de “Superpoder” com Rashid]

[Intro: Rashid]
E aí, DJ Duh
Foco na missão
Todo santo dia…

[Ponte: Rashid e Lellê]
Bato a poeira
Tipo espartano em mais uma segunda-feira
E minha meta é mais que encher a geladeira
Eu luto por melhora para a vida inteira

[Verso 1: Rashid]
Antes do despertador eu já tô de pé
Mesmo se tiver mal, agradeço que é pra renovar a fé
Deixo a água ferver, dá pra sentir do quintal o cheiro de café
E só de olhar pra ela já evito que minha cabeça vire chaminé, ‘tamo contra a maré
E lembro do “Cotidiano” de Chico Buarque, mestrão
Como os cara diz: Fé pra isso
Quero melhores soluções se a vida é a questão
E faço até o que não der pra isso
Sofrimento não, a gente não é pra isso
Ralamos antes e depois de achar serviço
Sei que um momento feliz é pura magia
Mas a felicidade é conquista, não feitiço

[Ponte: Rashid e Lellê]
Bato a poeira
Tipo espartano em mais uma segunda-feira
E minha meta é mais que encher a geladeira
Eu luto por melhora para a vida inteira

[Refrão: Lellê]
Eu tô dando o sangue e ninguém me vê
Mas eu acredito, um dia vai virar
Dedicação é o meu superpoder, faço por você
Razão de querer ganhar
Eu tô dando o sangue e ninguém me vê
Mas eu acredito, um dia vai virar
Dedicação é o meu superpoder, faço por você
Razão de querer ganhar

[Verso 2: Rashid]
A rotina dessa selva não é mole
É a boca de lobo; se deixar, te engole
Na busca do tesouro, prata e ouro
É o cálice da vida, mano, eu quero um gole
A gente vive nessa luta mundana
Difícil como pintar um quadro sem pincel
E o que sinto quando abraço quem me ama
É tipo: “Deve ser assim que é chegar no céu!”
Amém!
Durmo tarde e acordo cedo por nós
Nenhum barulho cobre o tom da sua voz
Eu atravesso a cidade, garantindo nosso pão na sagacidade
E vejo poesia até no cimento do muro cinzento
Eu acredito em mim e o problema é seu se você não acredita
Tá chegando meu momento!

[Pré-Refrão: Lellê]
Nem sempre vem fácil assim
Pra quem quer, pode até demorar
Sigam-me os bons, entrego o melhor de mim

[Refrão: Lellê]
Eu tô dando o sangue e ninguém me vê
Mas eu acredito, um dia vai virar
Dedicação é o meu superpoder, faço por você
Razão de querer ganhar
Eu tô dando o sangue e ninguém me vê
Mas eu acredito, um dia vai virar
Dedicação é o meu superpoder, faço por você
Razão de querer ganhar

Nego Max – Recriando O Universo Lyrics (feat. MC Ralph)

[Intro]
Mergulhar e trazer pra fora a essência do ser

[Verso 1: Nego max]
Respiro fundo e vou
A fundo e levanto o vôo – reflexão
Flexão da mente na busca da reconexão
Intensamente, diariamente se segue o trabalho
A cada consciência cósmica é um abalo sísmico
No contra fluxo, olhar fixo daqui
Firmo os pés no chão, mão pro céu pra seguir na saga
A vaga pra quem quer ir sempre vai rer mais um lugar
Ter o hábito de se habitar
Agradeço pelo endereço
Sem adorno nem adereço
Sei que nesse piso liso é preciso ser preciso
Obediência, me emancipo quando participo
E paciência é a virtude essencial pra essência
Manter-se cônscio em meio aos choques de conceito
Realeza realiza seu sonho que te resume e consome
Some e assume seu nome
Espécie espacial
Espaço espacial
Integrar é se entregar de peito a nossa natureza
Manter a lâmpada acesa pra que possa haver clareza
E ver a beleza das cores pra achar o sentido da vida
Mas sem pincel nessa estrada
É como estar sem luz no escuro
Sem espada e sem escudo

[Verso 2: MC Ralph]
Amigo é aquele que se faz sentir, que sabe ouvir
Que sabe tá memo num tando ali
Ali Baba e os 40 ladrões
Um livro no colo e meu filho do lado
O universo recriado longe de ilusões
Abra te césamo, és amor
Físico, quântico, quanto for
Lembro de um momento bom que me marcou
Um palo santo no recinto
Enquanto canto sinto
E o Nego sabe que eu não minto
Água do filtro da cozinha
Se é de barro limpa, pé no barro finca
Cabeça na rocha trinca de Xangô é zica
Vim pra tirar essa zikzira
Quando chega energia de amizade
Te edifica e identifica
Que nós é o Rap simples como o Rap nasce
“Boom pá”, salve Chico Buarque
Que nós é o Rap simples como o Rap nasce
“Boom pá”, sentimento face a face
Max me lembra do máximo respeito
Rap clássico
No Vale o verso é ácido
Mágico intergalático
Mas pé no chão como caboclo bom
Willião, Henricão e também o pai do Netão
Tudo ai pra nós tão simples e tão bom
Tudo ai pra nós tão simples e tão bom
Nesse universo adverso vejo versos em expansão
Tão simples, tão bom

[Saída]
Espécie espacial, espaço especial